Entenda a relação entre Nutrição e a Menopausa

A menopausa é a uma fase de muitas mudanças do corpo feminino. Ocorre durante o período da última menstruação da mulher, e é acompanhada por diversas novas sensações e sintomas, como ondas de calor, suor noturno, secura vaginal, alterações no peso corporal, redistribuição da gordura corporal, entre outros.


Transformações Corporais


Essa fase é marcada por grandes transformações no metabolismo, nos hormônios, aparência física e estrutura emocional. Para algumas mulheres, esse período pode transcorrer naturalmente, enquanto para outras, essa fase pode ser compreendida com um significado de aproximação da velhice, de perdas, ou até mesmo como sinônimo de doenças.
Junto a essa perspectiva, observamos uma maior prevalência de sobrepeso e obesidade na faixa dos 50 aos 59 anos, período que coincide com a menopausa e quando o IMC parece atingir os seus maiores valores. Esse aumento do peso corporal ocorre normalmente em cerca de 50% das mulheres. Ainda, existe um maior risco para o desenvolvimento de osteoporose, osteopenia, dislipidemias, diabetes e doenças cardiovasculares (DCV).


O Auxílio da Nutrição

 

Não existe um padrão alimentar específico para este período, então a recomendação é a mesma para redução de riscos das DCV, uma vez que essa fase já é marcada pelo acúmulo e redistribuição da gordura corporal para a região abdominal:


- Consumo variado de frutas e legumes;
- Dar preferência aos alimentos integrais e ricos em fibras;
- Consumir peixes (duas vezes por semana);
- Evitar alimentos processados e ultraprocessados.


Além disso, o consumo de oleaginosas (castanhas, nozes e amêndoas) é importante para obtenção de vitamina E, contribuindo para o bem-estar e podendo abrandar as ondas de calor da menopausa.
O consumo de cálcio deve ser feito através do consumo dos alimentos fontes (folhosos escuros e leites e derivados). Quando não for possível atingir a recomendação, aí sim é importante a suplementação, para a prevenção da osteoporose.
Cuidar da alimentação é essencial durante toda a vida. Porém, no período da menopausa, por causa das mudanças que ocorrem no corpo, torna-se ainda mais importante. É fundamental atentar a essas mudanças, e não apenas ignorá-las, tanto para o bem-estar da mulher quanto para a prevenção de doenças.

Referências

ALMEIDA, Sônia Cristina de. Saúde da mulher: menopausa. 2016.
DE AVILA, Roger De Freitas et al. ESTADO NUTRICIONAL DE MULHERES NO CLIMATÉRIO E MENOPAUSA. In: 6º Congresso Internacional em Saúde. 2019.
DIAS, Lizziane Andrade. Prevalência de excesso de peso em mulheres na pós-menopausa e fatores associados. 2014. 85 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Saúde Coletiva) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, 2014.
FERREIRA, Laís Lima. Associação entre ingestão alimentar de antioxidantes, composição corporal e variáveis metabólicas em uma amostra de mulheres na pós-menopausa. 2017.
NAMU. Alimentos saudáveis para a menopausa. Disponível em: https://namu.com.br/portal/alimentacao/funcionais/alimentos-saudaveis-para-menopausa/. Acesso em: 17 jul. 2020.
RADOMINSKI, Sebastião Cezar et al. Diretrizes brasileiras para o diagnóstico e tratamento da osteoporose em mulheres na pós‐menopausa. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 57, p. 452-466, 2017.