COMO A NUTRIÇÃO CONTRIBUI PARA O TRATAMENTO DO AUTISMO?

Cada ser humano é único e especial, e todos nós possuímos diferentes tempos de aprendizado e diferentes meios de enxergar e interagir com o mundo. Essas diferentes perspectivas, antes de tudo, devem ser compreendidas, para que todos possam se sentir incluídos e tenham a possibilidade de desenvolver o seu potencial, de acordo com a sua individualidade.

 

O Autismo é um transtorno neurológico que normalmente se manifesta nas primeiras fases de desenvolvimento da criança, o que acarreta a necessidade de certos cuidados especiais. Dentre os aspectos relacionados à Nutrição, pode ocorrer a hipersensibilidade alimentar, resultando em um comportamento seletivo na alimentação. Além disso, há as alterações do funcionamento intestinal, ou disbiose, caracterizada por um desiquilíbrio da flora intestinal e que pode reduzir a absorção de nutrientes, comum entre 45% e 75% dos pacientes.

 

Como o número de casos de Autismo vem aumentando exponencialmente nos últimos anos, e levando em consideração a gravidade das alterações de sensibilidade e seletividade alimentar com implicações nutricionais que impactam essa fase de crescimento e desenvolvimento infantil, fica claro a importância de cada vez mais nos conscientizarmos sobre esse tema, para melhor atendermos às necessidades das pessoas que apresentam essa condição especial. Por conseguinte, o tratamento nutricional aplicado a uma pessoa com Autismo tem o objetivo de aliviar as dificuldades que essa pessoa enfrenta, dando a ela as condições necessárias para o desenvolvimento de todo o seu infinito potencial.

 

É importante termos a consciência de que o Autismo não é uma limitação, pelo contrário, é uma constante oportunidade de aprendizado, pois nos ensina novas possibilidades de se perceber o mundo. Quando nos colocamos no lugar do outro, para entendermos essas diferentes perspectivas, estamos contribuindo para a construção de uma sociedade mais inclusiva, e, consequentemente, para a construção de um mundo melhor, onde todas as individualidades são compreendidas e respeitadas.