A importância da Nutrição durante a gestação

A gestação é um período de muitas mudanças na vida da mulher, desde as modificações corporais até as adaptações no estilo de vida da criança para a melhor recepção possível para quem está se desenvolvendo.

Um dos fatores que causa essa mudança corporal é através da atuação dos hormônios. A progesterona faz com que seja possível o aumento do útero (para o desenvolvimento do feto) e que o tecido glandular mamário se desenvolva. Além disso, ocorrem alterações na motilidade do trato gastrointestinal e as gestantes possuem maior capacidade olfativa.

Uma complicação muito comum na gestação são as náuseas e vômitos, fenômenos muito frequentes no primeiro trimestre da gestação. Algumas das orientações para que estes desfechos ocorram são:

1. Realizar as refeições e lanches em menor quantidade (volume) e com mais frequência;
2. Evitar frituras e alimentos gordurosos;
3. Evitar o uso de condimentos fortes ou picantes;
4. Evitar líquidos durante as refeições;
5. Tomar água no intervalo das refeições;
6. Comer com calma;
7. Evitar deitar após as refeições.

O acompanhamento nutricional do pré-natal é importantíssimo, visto que o estado nutricional da gestante tem grande impacto sobre a saúde do feto. Deve-se ter cuidado com o famoso “comer por dois”, pois esta é uma concepção errada. No entanto, uma restrição energética não é recomendada, visto que pode prejudicar o feto e a gravidez.

Outro aspecto importante que deve ser visto no acompanhamento nutricional do pré-natal é o consumo de alimentos, bebidas e outras substâncias, uma vez que os nutrientes são passados da mãe para o bebê em desenvolvimento.

Uma das substâncias que é de conhecimento comum e que deve ser evitada é o álcool, pois o seu consumo pode causar, além de aborto espontâneo, a síndrome alcoólica fetal (malformações craniofaciais, prejuízo do desenvolvimento pré e pós-natal e anormalidades no sistema nervoso central – como prejuízos de memória, de atenção e aprendizagem).

Um papel também importante do nutricionista – e que muitas vezes não nos damos conta – é o acolhimento da mãe e aconselhamento quanto à amamentação. Incentivar o aleitamento materno exclusivo, ensinar a pega correta, trabalhar todas as dúvidas e inseguranças da gestante, além de dar suporte para ela, fazem parte do trabalho do nutri.

Para saber mais sobre a nutrição durante a gestação venha conhecer nossa Pós-Graduação em Nutrição em Pediatria!


ACCIOLY E.; SAUNDERS C.; LACERDA E., M., A. Nutrição em obstetrícia e pediatria. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 2009. 649p
VITOLO, MR. Nutrição da Gestação ao Envelhecimento. Ed. Rúbio, 2008
São Paulo. Centro de Informações sobre Medicamentos. Teratogenicidade e uso de medicamentos na gravidez e amamentação. São Paulo: Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo; 2006
DA COSTA TEIXEIRA, Patrícia et al. Síndrome alcoólica fetal e consequências para o feto: A perspectiva materna sobre a ingestão de álcool na gravidez. Saúde Coletiva (Barueri), n. 50, p. 1873-1880, 2019.